Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Bolsonaro cancela agendas de maio após internação por erisipela e obstrução intestinal

O Ex-presidente foi internado com infecção em uma das pernas e fortes dores abdominais 

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) cancelou todas as agendas de maio, um dia após ser internado em São Paulo para tratar erisipela e um novo quadro de obstrução intestinal. O ex-mandatário tem quadro de saúde estável, mas está sem previsão de alta.

Segundo o boletim médico, assinado pelo diretor geral, Daniel Favarão Del Negro, e clínico, Paulo Marcelo Gehm Hoff, o ex-presidente tem boa resposta ao tratamento e está submetido a antibióticos e medidas de prevenção de trombose venosa.

De acordo com o advogado e ex-secretário de Comunicações, Fábio Wajngarten, o ex-presidente passou bem a noite e segue realizando exames.

A primeira vez que Bolsonaro procurou atendimento médico foi na sexta-feira em Manaus, capital do Amazonas. O ex-mandatário ficou uma noite internado no Hospital Santa Júlia. Após receber alta, esteve com apoiadores e realizou uma live na noite de sábado.

No domingo, voltou ao hospital e foi internado novamente. Na segunda-feira, foi transferido para São Paulo para dar prosseguimento ao tratamento. “

Ele foi transferido para a unidade nesta segunda-feira, vindo de Manaus, onde foi internado com a infecção em uma das pernas e fortes dores abdominais no domingo.

Erisipela é uma infecção na pele causada por bactérias que penetram por ferimentos, principalmente nas pernas. Bolsonaro também teve desidratação, mas passa bem, segundo seus auxiliares.

Bolsonaro viajou à capital amazonense para um evento do PL Mulher, presidido por Michelle Bolsonaro. Ele foi levado às pressas para um hospital na sexta-feira, e recebeu alta no dia seguinte. Na saída do hospital, no sábado, o ex-presidente afirmou não ter dormido na noite anterior e que sua família não queria que ele viajasse. O ex-presidente comentou sobre a doença na ocasião.

— Quando cai a imunidade da gente por problemas variados, a erisipela é comum de acontecer — comentou Bolsonaro.

No domingo, Bolsonaro retornou ao hospital por apresentar dores abdominais e para observar o quadro clínico. “O ex-presidente retornou ao hospital para continuar a medicação e permanece em observação para melhor evolução do quadro clínico”, escreveu o deputado federal Capitão Alberto Neto.

O governador de Amazonas, Wilson Lima, foi visitar o ex-presidente. “Deixei nossa equipe à disposição para ajudar no que for necessário. Ele afirmou que está bem e daqui a pouco já está 100%”, disse o governador sobre o encontro.