Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Lançado em Goiás o Programa Diagnóstico Precoce do Câncer Infantojuvenil

Programa prevê a atualização de 600 profissionais lotados em unidades básicas de saúde, entre médicos, enfermeiros, profissionais de enfermagem e agentes comunitários (Foto: Divulgação)

A Secretaria da Saúde de Goiás (SES-GO) e o Instituto Ronald McDonald lançaram na manhã desta quinta-feira (25/04), o Programa Diagnóstico Precoce do Câncer Infantojuvenil. A cerimônia, realizada no auditório da Escola de Saúde, marcou o início da capacitação de profissionais que atuam nas unidades básicas de saúde para a identificar os sinais e sintomas do câncer na população de 0 a 19 anos.

O Programa Diagnóstico Precoce do Câncer Infantojuvenil constitui uma estratégia que visa aumentar os índices de cura do câncer em crianças e adolescentes no Estado. O lançamento contou com as presenças do secretário adjunto da SES-GO, Sérgio Vêncio; da gerente de Projetos, Inovação e Advocacy do Instituto Ronald McDonald, Danielle Basto Quaresma, e do franqueado da Rede McDonald’s na região Centro-Oeste, Nadim Haddad.

CÂNCER INFANTOJUVENIL

Na prática, o programa prevê a atualização de 600 profissionais lotados em unidades básicas de saúde, entre médicos, enfermeiros, profissionais de enfermagem e agentes comunitários de saúde, para o diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil e o encaminhamento em tempo oportuno para unidades especializadas no tratamento à doença.

Nesse primeiro módulo de capacitação, são contemplados 160 profissionais dos municípios de Aparecida de Goiânia, Trindade e Goianira.

LEGADO

O câncer representa a maior causa de mortalidade por doença na faixa etária de 1 a 19 anos no Brasil. O Instituto Nacional do Câncer (Inca) estima a ocorrência de 7.930 casos novos de câncer infantojuvenil no País para o triênio de 2023 a 2025, o que corresponde a um risco estimado de 134,81 por milhão de crianças e adolescentes.

O painel de Oncologia da SES-GO demonstra que, nos últimos 12 anos, 1.251 crianças e adolescentes de 0 a 19 anos morreram em decorrência de neoplasias malignas em Goiás.

O secretário adjunto da SES-GO, Sérgio Vêncio, ressaltou a importância da parceria firmada com o Instituto Ronald McDonald e da atualização dos profissionais para a identificação dos primeiros sinais do câncer na população de 0 a 19 anos.

Ele acentuou que o governador Ronaldo Caiado vai deixar como legado a construção e estruturação da ala infantojuvenil do Complexo Oncológico de Referência do Estado de Coiás (Cora), para onde as crianças e os adolescentes com diagnóstico de câncer poderão ser encaminhadas.

“Essa capacitação representa a realização de um sonho, o passo importante de um projeto que estamos construindo tijolinho por tijolinho”, assinalou Sérgio Vêncio.

CASA DE APOIO

Na parceria firmada com a SES-GO, o Instituto Ronald McDonald comprometeu-se a construir próximo ao Cora uma casa de apoio para o abrigo e o acolhimento de crianças e adolescentes em tratamento e seus familiares.

A gerente Danielle Basto Quaresma informou que o Instituto Ronald McDonald investiu mais de R$ 1,5 milhão em Goiás na execução de diversos projetos relacionados a ações de prevenção ao câncer infanto infantojuvenil.

“Nossa meta, com a realização do McDia Feliz, é poder alavancar esses projetos para que, cada vez mais, as crianças e adolescentes tenham a possibilidade de serem curadas do câncer em Goiás”, sublinhou. Ela afirmou que em 2023 instituto prestou atendimento a cerca de 500 crianças em diferentes Estados do País.