Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Vereador pede 1 minuto de silêncio em homenagem a homem que matou esposa

O vereador José Carneiro (MDB) provocou polêmica ao pedir em sessão da Câmara Municipal de Feira de Santana (BA), 1 minuto de silêncio em homenagem ao guarda municipal Mackeybe Oliveira da Silva. O problema é que o homenageado matou a esposa e tirou a própria vida em seguida. O caso ocorreu na terça-feira (26).

O pedido foi negado pela Câmara e repudiado pelos colegas da Casa. A homenagem proposta pelo vereador José Carneiro (MDB) seria um minuto de silêncio ao feminicida. Segundo o político, o homem era uma pessoa de bem e matou a mulher porque estava em um momento de “fraqueza”.

“Infelizmente, cometeu um crime, mas era uma pessoa querida. Todos os seres humanos têm o seu momento de fraqueza”, disse José Carneiro.

A atitude do vereador foi prontamente questionada por colegas da Câmara de Feira de Santana. O vereador Jhonatas Monteiro (PSol) foi um dos políticos a repudiar a ação. Ele afirmou que, se tivesse de ter “um minuto de silêncio” na Casa, tinha de ser à vítima do feminicídio, não ao algoz.

“Não acredito que é cabível, especialmente no mês de março, marcado pelo Dia Internacional das Lutas das Mulheres, a Câmara Municipal conceder um minuto de silêncio em relação a isso. Se houver um minuto de silêncio, deve ser em homenagem a Geisa de Assunção Santiago, de 42 anos, barbaramente assassinada”, rebateu o Jhonatas.

O vereador se retratou nas redes sociais.  “Todo ser humano é capaz de erros e acertos e hoje, ao chegar na Câmara Municipal, fui bastante infeliz quando quis homenagear um cidadão que tirou a vida da sua esposa e depois tirou a própria vida”, afirmou o político.